quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Justin Bieber - A supervalorização e a desinteligência



Primeiramente estou sentido comigo mesmo em escrever esse texto, ferindo meus próprios princípios para gastar alguns neurônios (apesar de não precisar muitos) sobre o tal ultra, mega, super, bluster, pop estar! Mas acredito que é uma forma de emitir opinião sobre os assuntos da atualidade.

Tenho visto uma mídia insana cobrindo - em tempo real  24 horas - o que mais parece um reality, cada passo (mal) dado do cantor teen. Dando pontos e mais pontos de audiência para ídolo canadense e isso supervaloriza o cachê. Cada post, cada foto, cada reportagem, cada vídeo, cada mídia espontânea gerada vai fazendo com que o show fique ainda mais valorizado. Mas será que ninguém percebe ou vale para a mídia um retorno sobre cada matéria que elas geram? Ou seja, há leitores dispostos a pagar pela notícia Bieber e tudo se supervaloriza de novo.

Ainda temos os fãs igualmente enlouquecidos com a presença do cantor em sua (desastrosa - opinião do autor) passagem sulamericana dispostos a pagar até R$ 650,00 por ingresso para ver o show do astro, e às vezes pela metade, quando o mesmo abandonou o palco por causa de uma suposta garrafada. Mais uma vez sua imagem supervalorizada, afinal, com os polpudos cachês em cada show, e ter pessoas dispostas a pagar por isso não é para qualquer um. Nada contra, cada um gasta seu dinheiro (ou o dinheiro do seu pai) como quiser! Isso, o "Rei do Camarote" faz bem.

(imagem suspostamente de Justin sob um lençol saindo de boate)

O que não cabe são as Defesas e as Ofensas sobre o ídolo extrangeiro. Por exemplo, a "Rainha dos baixinhos" reclama em sua rede social de forma revoltada sobre a atitude do Bieber. Mas que fez questão de entrevistá-lo, em outro momento, em sua vinda ao Brasil. A mesma fala do menino mimado e esquece o que o segurança de sua filha fez recetemente com um fotógrafo que estava realizando o seu trabalho. Todos criticam o menino rebelde que pincha os muros, sai com prostitutas, faz baladas privês, mas há dois anos era o menino boiolinha. Mas pagam hoje para vê tudo isso! Será isso uma forma de desinteligência?

Defendê-lo também não cabe! Achar e julgar normal tais comportamentos como normal, como se cada movimento desse fosse "coisas da idade" e não é! Claro, aí tem uma mídia em cima, gente disposta a pagar por isso, cresce o cachê... Percebe? Há um círculo vicioso que ganha em cima de tudo isso. A vida intensa de jovens famosos tem revelados filmes com finais identicos: Finn Hudson, Amy Winehouse, Brian Jones, Janis Joplin, Cazuza, Chorão, etc... A lista é intensa.

Então, cabe você escolher o que lê e o que está disposto a pagar. Nós somos responsáveis por toda esta audiência e repito, isso gera uma cadeia cíclica de interesse financeiros. Alguém paga para ver ele fazer tais coisas. Talvez seus atos rebeldes sejam o que falta na qualidade na música para gerar audiência e supervalorizar seu cachê ao passo que a desinteligência de alguns ajudam no pagamento desse compasso nada bacana e o dessastre cultural se propaga nas Américas.

** Vontade suicida por eu dar esta audiência também :(

sábado, 19 de outubro de 2013

Tempo, o tempo!



Tempo, o tempo!
Por vezes remédio, outras angustia e sempre mistério...

O tempo nos faz de tolo, nos dá esperança e certos dias nos tira ela, como se quisesse retirar de nós da vida o ouro... Afinal, tempo é dinheiro!

O tempo é sacana, cada momento que passa é a falta de um momento futuro, parece ser burro, mas espertalhão cada minuto que passa é um minuto vão!

O tempo tira onda, está presente na poesia, na revista, no livro, no jornal e na Palavra Sagrada, a Bíblia já registrava, dissera o Rei Salomão, talvez sob um momento enol:
"Há tempo para tudo que acontece debaixo do sol"!

O tempo é doutor que cura feridas, é vilão que te machuca com lembranças tristes de outrora, faz nascer/desaparecer outro dia... Parece vez em quando a boreal aurora, tem dia que dura seis meses. Tem nove meses que dura um dia...

Sim, você dúvida? Então pergunte pra mãe que debuta sua filha... em certa hora do baile chorando suspira: "outro dia menina, te carregava aqui em minha barriga"!

O tempo é inimigo do ansioso e parceiro do que tem esperança, ao primeiro dar-lhe trabalho. Ao segunda segundo, consolo dizendo-lhe: "vai com cuidado, na fé que move montanha, quem sabe amanhã seu sonho seja realizado, com direito até quem sabe a um coquetel de champanha"!

Quase 2 anos de Triathlon


No dia 04 de dezembro completará dois anos que iniciei à pequenos passos nesse esporte sensacional e apaixonante chamado Triathlon. 

Iniciei exatamente na 1ª etapa Fortaleza do Circuito Nacional Sesc Triathlon, com o tempo aproximado de 2hs. Foi emocionante ao mesmo tempo em que o meu desafio grande desafio era vencer a mim mesmo. Lembro-me ainda hoje as lágrimas que caíam por ter conseguindo vencer o meu primeiro Triathlon, mesmo pesando cerca de 122kg e sem treinar especificamente para o evento.

Gostei de ter participado e daí não parei mais, foram vários campeonatos cearenses de sprint/short Triathlon, mas em Nov/12, na 2ª etapa do Sesc Triathlon, ainda pesado, com cerca de 117kg, fiz uma ótima natação e uma boa pedalada, mas na corrida vi um terceiro lugar escapar os dedos justamente na corrida, visto que o peso era um fator determinante e me desacelerava e vi o terceiro ligar passar por mim e concluir com 1:41:00 e eu terminei com 1:43:00.

Isso me causou profundo desânimo, me perguntava: pq treino tanto e os resultados na chegam? A resposta estava na balança... Treinar muito e comer muito 'zera' a conta! Ou seja, se vc come o mesmo tanto que treina não há ganhos, principalmente de se vc se alimenta mal.

Passei a refletir e estudar estratégias para um resultado efetivamente melhor, foi então que resolvi mesmo ir a uma nutricionista, mas não qualquer uma, tinha que ser alguém dos ramo esportivo. O professor da academia também topou o desafio de fazer um treino com mais volume e no dia 16/jan deste ano, iniciei um programa intenso de dieta e treinos, pensando dentre várias coisas, no Circuito Nacional Sesc Triathlon e para isso:
- Aumentei o volume de pedaladas na semana, sai de 52km para 80km semanais;
- Passei a intensificar os treinos de natação;
- Coloquei 2 treinos de corrida na semana em vez de apenas 1;
- Participei, graças aos vários amigos, de duas etapas interestaduais do Sesc Triathlon (Belém e Bahia). Fiz dois Triathlons Olímpicos; também 4 apronta esse ano, além de 2 Aquathlons e algumas corridas de 10km em vez de 5km;

Com isso, quem me acompanha nas redes sociais viram o tempo cair aos poucos:
- 1:43:00
- 1:35:00
- 1:33:00
- 1:27:00

Hoje, 19/Out/2013, em menos de 2 anos de Triathlon, hoje com 92,5kg, finalizei uma prova da minha 3ª participação no 3º Sesc Triathlon Fortaleza com a 3ª Colocação na minha categoria (comerciário de 30 a 39 anos). Subindo no pódio sendo reconhecido pelo apresentador (Luís Costa) e com o tempo de 1:21:57 a menos de 1min atrás do 2º lugar.

Sei que ainda há um longo a seguir e estou muito longe do ideal, mas hoje com certeza estou melhor do que ontem e nessa progressão buscando superar meus próprios limites, dividindo os treinos, o esporte (natação, musculação, ciclismo, corrida), o trabalho, os estudos e isso tudo definitivamente não é uma tarefa fácil, diferente de quem só se dedica ao esporte e é exatamente isso que me motiva: O desafio! Caminhos de superação!

Porque quando eu só comia e dormia isso era muito fácil, comer o que queria, tomar 1L de Coca-Cola por dia, mas eu não estava na satisfeito comigo e essas "facilidades".

Hoje não estou saciado com os resultados na busca da excelência dos meus afazeres, buscando ser cada vez melhor em tudo que faço graças a disciplina vinda do esporte.

Aos meus amigos, familiares, patrocinadores, treinadores e aos meus pais, todos aqueles que torcem por mim, compartilho desse troféu com cada um de vcs! 

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Crônica: Você Consegue?

by Rafael Queiroz

Há três anos quando comecei a encarar - por meio dos esportes - uma luta ferrenha contra a obesidade que me acompanhava desde a adolescência, passei por vários obstáculos dentre os quais destaco alguns como: o peso, a auto-motivação, a alimentação, o tempo, as desculpas para não fazer, o meu corpo/peso e as pessoas, e sobre estas últimas destaco o meu texto...




Lembro que exatamente quando resolvi ir para minha primeira competição, uma corrida de 5km, pesando cerca de 123kg, era constante algumas pessoas brincarem:
- "tu consegue!?";
- "Tu vai rolando!?";
- "e tu vai conseguir?".

Ou seja, um novo termo denominado bullyingbou velha e boa maneira cearense de "mangar" do outro. Daí talvez eu pudesse desistir, talvez eu me desmotivasse, talvez eu ficasse chateado, talvez eu me irritasse, mas a minha resposta eu dei quando eu conclui aquela prova correndo e dentro de um tempo aceitável.

Mas a resposta maior, três anos depois, depois de perder mais de 41kg, resolvi me desafiar novamente e mais uma vez com a marca de 5km, mas dessa vez NADANDO. Hoje 18/06, em uma prova muito difícil na Travessia do Marina Park, realizei um grande desafio pessoal de percorrer nadando aqueles 5km que as pessoas achavam antes que eu não faria nem correndo e faziam chacota.

Por orgulho, sentimento tempestivo e horrível do Ser Humano poderia utilizar isso para mostrar àquelas pessoas o maravilhoso resultado conquistado. Mas meu desejo real, meu sentimento verdadeiro, sem demagogia ou falsa humildade, é que muitas daquelas pessoas hoje em vez de brincar ("mangar", caçoar", no bom cearês) com aquela situação, servem-se da minha história hoje como inspiração e com certeza trocando a pergunta: "Você consegue?"
Pela afirmação: "Você consegue!" E ainda por cima e o melhor de tudo é saber que elas também acreditam que podem chegar lá e podem conseguir também.

Este é na verdade meu grande prêmio de hoje, inspirar cada vez mais e mais pessoas a dizerem: "eu consigo!" E tenha certeza e também acredito:

VOCÊ CONSEGUE!!

Uma pedalada por um mundo melhor!!!


Hoje enquanto fazia manobras para fugir do trânsito da capital cearense, cada dia mais intenso, e o pior: cada dia mais nervoso. sem contar da má qualidade das vias, da falta de ciclofaixas, etc... Ainda assim, me dei conta que a bicicleta consegue resolver três grandes problemas brasileiros:

1°) Os grandes congestionamento são vencidos facilmente com uma bicicleta; o tempo que eu levo da minha casa ao trabalho de bike é menor do que eu levo para realizar o mesmo percurso de carro;

2°) Com menos carros nas ruas o Meio Ambiente é favorecido com menos poluição e desde que o ciclista também não lance resíduos na rua, a poluição é praticamente zero para quem adota uma bicicleta;

3°) Saúde Pública: a vida frenética do mundo capitalista e a busca desenfreada "pelo pão nosso de cada dia" tem transformado cada vez mais pessoas em sedentárias; não é difícil encontrar pessoas com distúrbios dos mais variados, incluindo o estresse, causado pelo sedentarismo associado a outros comportamentos nada saudáveis. Andar de bicicleta, afirmam os médicos, reduz a probalidade problemas cardíacos, traz sensação devem estar, promove uma maior circulação sangüínea e faz o corpo queimar gorduras.

Então Sr e Sras. motoristas, quando vocês virem alguém pedalando, em vez de xingá-lo (já aconteceu varias vezes comigo), ou em vez de fechar o canto da cia para o ciclista não passar (isso acontece comigo todos os dias); ou em vez de buzinar e gritar para "sair do mei" (vez ou outra acontece comigo)... Pense diferente, pense que esse ciclista esta fazendo o mundo melhor e inspire-se para você também fazer parte dessa transformação.

#pensenisso #changetheworld #transforme

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Minha participação em uma reportagem especial para o Bom Dia Ceará

video

É muito bacana poder apresentar sua história e com isso poder inspirar outras pessoas!

Sofri com obsesidade mórbida grave por muito tempo. Tinha um IMC acima de 40, um peso de 136 kg para a altura de 1,77m. Tudo consequência grave de uma vida sem exercícios físicos e sem uma dieta balanceada, além dos "big tastys" da vida, que eu insistia em comer, pasmem, às vezes, até dois por dia, um no almoço e outro antes do jantar. E como todos sabem, gordura não perdida é gordura que se acumula.

A reportagem do vídeo acima é apenas a ponta do Ice Berg. Foi preciso pensar bastante, na verdade, o que eu queria mesmo era a cirurgia. O tempo para perda de peso seria bem menor. Tem gente que perde 30 kilos em menos de 3 meses. Mas resolvi encarar o caminho difícil, o da dieta e dos exercícios físicos.


Crônica | "Se vira nos 30"


É, nessa data querida importante é agradecer, sobretudo a Deus, pois o Senhor é quem enche nossos anos de dias... Com saúde, força e fé para vencermos cada dia o seu próprio mal. Obrigado meu Deus!

Mas ao contrário do Romário, que segundo ele, Deus olhou-o e supostamente teria dito: "Esse aí é cara". Claro, polêmicas a parte na minha vida, olho para trás e nesses 30 anos vejo que Deus olhou para mim com sua infinita graça, misericórdia e amor e cravou: "no mundo terei aflições"... Quem me conhece de longa data sabe de cada dificuldade e cada etapa difícil que tive que perpassar... E foi sempre assim, desde a infância, com doenças graves, como coqueluche, catapora antes dos 2 anos de idade e acredite, até desnutrição com dificuldade para engordar.

Chegar aos 30 em boa forma e com algumas poucas conquistas como 3 cursos de nível superior, o que não demonstra a realidade vivida, como ter que fazer 12 cadeiras em um mesmo semestre e no mesmo turno, e ainda ter que trabalhar duro, tudo para não perder uma bolsa de 100%, onde parecia que eu precisava de 30 horas por dia. Aí veio a primeira vez em que eu precisei lutar contra uma doença chamada obesidade pela primeira vez, foi uma árdua batalha. Conseguir vencê-la e concluir uma das faculdades, no caso Gestão de Rh.

Isso mostra uma outra face, onde Jesus também falou a mim: "tende bom ânimo, pois eu venci o mundo!" E ainda diz "aquele que perserverá receberá a coroa da vida" e acho que minha marca, antes da superação é a perserverança e a esperança de que dias melhores ão de vir, o melhor ainda estar por vir.

Troquei de empresa, ajustei os horários (trabalhar em horário comercial e estudar a noite). E a luta desenfreada e frenética do dia-à-dia na busca de minhas conquistas profissionais fez com que me descuidasse novamente do corpo e novamente ela estava de volta e ainda mais forte, a obesidade. Agora em sua fase mais forte, obesidade mórbida grave e um IMC de 40, ou seja, estado gravíssimo de excesso de gordura.

Lógico que de cara a primeira alternativa seria fazer a cirurgia bariátrica (redução dado estômago) método mais fácil e rápido de perder gordura e emagrecer. Mas quando recebi a receita médica e os inúmeros riscos de morte que o procedimento traz e que você precisa assinar a ciência de tais riscos e isentar a equipe médica das responsabilidades. Resolvi tentar pelo outro método, mas longo, difícil e lento à saber: exercícios físicos.

Fiz a matrícula para natação 3 vezes por semana. 8 meses depois me matriculei na academia. Mais 5 meses depois comecei a correr (na 9ª Meia Maratona de Fortaleza). Ainda não satisfeito parcelei uma bicicletinha em 12 vezes e mais 5 meses participava da minha primeira prova de Triathlon do SESC. Daí já havia perdido, sozinho, 21kg. Saindo de 136kg para 115kg, peso que fiquei por quase um ano. E outras provas/modalidades vieram.

Há exatos 120 dias iniciei uma dieta para dar um novo estímulo para perda de peso, consegui hoje realizar a primeira parte dos objetivos que queria com a dieta, ficar com um peso que precisasse somente de dois dígitos para dizê-lo e finalmente chegou depois de logos 6 anos, posso utilizar apenas 2 dígitos para falar meu peso. Claro que ainda tem uma longa viagem e outros objetivos virão e novas dificuldades/aflições aparecerão, mas sei que Ele está comigo para chegar e conquistar cada vitória.

Hoje me tornei referência em qualidade de vida e esportes. Exemplo de dedicação onde atuo profissionalmente e de força de vontade e superação. Em cada evento, cada medalha, cada resultado superado como o de hoje em correr 10km pela primeira vez; cada gota de suor derramada, representa essa preservação em acreditar que o dia de amanha será ainda melhor e dizer que aos 30 o "se vira nos 30" nunca foi tão presente nesse anos, mas que venham mais 30 e outros 30, dias repletos de esperanças e vitórias que Deus me permita ter.

Agradeço também cada recadinho que recebi de aniversário. Agradeço a cada um que torce por mim; que ajuda também nas dificuldades; nos eventos; que vai lá dar aquela força; sozinho eu realmente não poderia fazer nada disso. Foi exatamente com auxílio dos mais chegados que foi possível cada uma dasminhas conquistas, não citarei nomes para não cometer injustiça. Mas cada que contribuiu de alguma forma fica aqui meu muito obrigado e vamos juntos para os próximos 30.

#TamuJunto

sábado, 2 de março de 2013

Soneto Lago Verde

Acordei certo dia após um sonho estranho

Certo dia estava diante de um lindo lago cristalino
Águas esverdeadas,
Igualmente deslumbrantes, rodeado de diversas flores
Lago tão transparente que seu solos parecia está nu,
Todavia livre, não é pecado tal pudores

Aquilo mexia de pronto comigo
Não sabia como reagir, o que expressar
Um misto de emoções por está nesse lugar
Me envolvia com alegria conquanto
Tinha muito encanto, apesar do espanto

Aquele verde parecia clamar, dizendo: - vem!
Fiquei deveras amendrontado,
Por medo de experiências que me advertem
Cuidado com toda essa beleza!
Mas o que seria a vida se tudo fosse certeza?

De repente...
Meu despertar abriu-se como se abre um gigante ferrolho
E só assim eu percebi...
Notei que aquele verde, na verdade esse lindo verde
Era o verde do teu olho!!!