quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Circuito de Corridas Pague Menos 2012 | Inscrições abertas!




Atenção corredores de plantão! 

Estão abertas as inscrições para o 3º Circuito de Corridas das Farmácias Pague Menos.  A capital cearense deverá iniciar o circuito com a data corrida prevista para o dia 20/05. O local da prova será na Av. Beira Mar, no aterro, em frente ao Ideal Clube, mesmo local onde os participantes deverão pegar os seus kits.

Os percursos são:
1km - (caminhada - prova comemorativa)
5km
10km

Maiores informações sobre a prova acesse o Hotsite da empresa e boa prova!

Prefeitos de todo Brasil protestam contra novo piso salarial dos professores

Prefeitos de todo Brasil mais 16 representantes de governos estaduais protestam contra novo piso salarial dos professores

Na edição do Jornal Nacional que foi ao ar nesta terça-feira, 28/02/2012, uma matéria chama bastante a atenção, pois prefeitos de todo Brasil juntamente com 16 representantes de governo estaduais, foram à Brasília protestar contra novo piso salarial dos professores. O objetivo da reunião era pressionar o Governo Federal para que mude o cálculo do piso salarial dos professores, o projeto sugerido é que o reajuste seja cálculado pelo índice do INPC, o mesmo que mede a inflação, diferentemente do reajuste em vigor, que para esse ano será de 22,22%. Segundo a Confederação dos Municípios isso representa um impacto para as prefeituras de R$ 7 bilhões.

Muito provavelmente o motivo desse protesto junto ao Governo Federal é que faltará a conhecida "verba da merenda"! Mas não é aquela destinada aos estudantes, onde muitos alunos vão para aula e essa é a única refeição do dia, e sim é aquela que vai direto para o bolso dos prefeitos e seus agregados. Não são poucas as reportagens sobre fraudes das mais diversas na merenda escolar, algumas pra lá de indgnantes.

A verba destinada à educação é na verdade muito mal administrada, não apenas pela corrupção, que ao meu ver leva maior fatia dos nossos bolsos, mas ainda tem a questão da prioridade, não vejo em nenhum governo, municipal ou estadual, que implante melhorias significativas na educação, que faça jus ao gasto devido da educação, em muitos casos, parte da verba que sobra depois de descontada a corrupção, é usada para outros fins, que muitas vezes leva-se em conta o que vai dar mais votos e isso sim é um prioridade para os governadores nesse Brasil, salve, salve-se quem puder!

Dúvido muito que alguém vá protestar contra o aumento salarial dos deputados, onde eles mesmo votam e decidem o quanto devem ganhar. Já pensou? Você está aí, no seu emprego, junta-se aos demais e declaram: "vamos decidir quanto merecemos ganhar?" Então votam e dizem que seu prórpio aumento é de 200%. Todos concordam? E todos em uníssono: "Sim, um salário mais do que justo para todos nós". Então vira lei e aí você poderá ganhar tudo isso, e mais, ninguém protesta e ninguém reclama. Enquanto isso, nas escolas públicas, centenas de professores acabam pagando para trabalhar, pois têm de usar dinheiro do próprio bolso para ministrar suas aulas, providenciar recursos para poder dar aula, em algumas cidades do interior nem sala de aula tem.

Então, vários prefeitos e governadores (por meio de seus representantes), resolvem PROTESTAR, já não sei mais então o significado da palavra, mas certamente ela não anda junto com a palavra JUSTIÇA, muito menos com a palavra DIGNIDADE e o que prevalece no fim das contas mesmo é a IMPUNIDADE.

domingo, 26 de fevereiro de 2012

Red Bull e o seu novo Filme Jesus.


Parece que a Red Bull é o tipo de marca que não aprende com os seus erros. Em 2007, quando um desabamento atingiu as obras de expansão do Metrô de São Paulo, junto à estação Pinheiros em que se abriu uma cratera de 30 metros de profundidade e 80 metros de diâmetro, onde caminhões e carros caíram no buraco e até uma van que infelizmente tinha passageiros. Foi necessário um árduo trabalho de resgate de vítimas, alguns heróis bombeiros passaram até 48h sem querer dormir na expectativa de encontrar pessoas ainda com vida. Daí, algum gênio da Publicidade da Red Bull, resolveu uma "brilhante" ideia: fornecer bebida energética para os bravos heróis que trabalhavam incessantemente no resgate de vidas! Pois então, seria fantástico se não fosse essa imagens:

Meninas bonitas, devidamente fardadas de Red Bull, com cooler gigantes da marca nas costas, na tentativa clara de promover a marca e não ajudar as pessoas que estavam trabalhando por uma grande causa. A ação promocional foi amplamente repudiada nos mais diversos jornais como Folha; Brainstorm9; Isto É Dinheiro e Exame.

Dessa vez a ideia genial foi lançar um filme cujo o protagonista é nada menos que Jesus!

Sem querer puxar a bola para a questão da religiosidade ou para qualquer credo, mas vejamos: o Brasil é essencialmente um país cristão, em uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas em que divulgou o novo mapa das religiões no Brasil e que apontou que o número de brasileiros que se declaram católicos são de 68,4% e os evangélicos somam outros 20,2%, ou seja, caro leitor, quase 90% dos brasileiros são cristãos. Isso mostra o desrespeito da marca em pegar o símbolo máximo de uma religião como é o caso de Jesus, maioria em um país, em fazer uma sátira infeliz um "brincadeira", se utilizando de uma história bíblica de quando ele andou por sobre as águas.

O filme mostra Pedro, João e Jesus em um pequeno barco, sendo que Jesus usa um linguajar meio descolado, saindo do barco e caminhando sobre as águas como na história bíblica, - Pedro pergunta: "Jesus, como você faz isso?", - João diz que é por causa que Jesus tomou Red Bull, mas Jesus diz que não, então Pedro retruca: "Seria então um milagre?" e Jesus responde: "Anm?! Milagre nada! É só você se ligar nas pedras que tem dentro da água".

Penso que isso seja um total desrespeito da marca à religião e também às crenças de um povo, inclusive a maioria, de uma nação.

Confira aqui o filme:

video

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2012

"Paz, carnaval, futebol, não mata, não engorda e não faz mal."

"Paz, carnaval, futebol,
não mata, não engorda e não faz mal.
Carnaval,fultebol, se joga para cima e vira sol."

     (Insolação do Coração - Claudia Leitte)

Foto meramente ilustrativa
O presente texto não pretende fazer qualquer agressão à cantora, não sendo este uma crítica a mesma.

O trecho da música conhecida na voz da cantora baiana Claudia Leitte tende ser percebido realmente como verdade, se não fosse pela forma como as pessoas tratam a data nos dias atuais. A impressão que tenho é que  o carnaval é o último período antes do anúncio do "fim do mundo", o próprio "pré-juízo final", onde se acabará tudo plenamente na quarta-feira de cinzas, e que tudo vale a pena fazer e que deve-se levar a vida como se realmente assim fosse, ou seja, a descontinuidade da vida, leva a crer que não haverá mais outros 310 dias (média de dias) após o carnaval até o fim do ano e outros anos subsequentes. As pessoas levam ao "pé da letra" o ditado que diz: "Viva cada dia como se fosse o último", no caso do carnaval, os últimos dias, no sentido mais amplo da frase.

Penso que é válido se divertir, conhecer novas pessoas, acompanhar o trio elétrico, "sapucar" na Sapucaí, ou simplesmente brincar/pular o canaval, mas considero no mínimo imprudente ver que as pessoas agem totalmente pela emoção, dessa, às vezes, gerada pela utilização do ácool ou outras drogas e tratar tudo com muita irresponsabilidade, pensando realmente em descontinuamente, daí, após o "plantão carnavalesco" percebemos que "carnaval[...], não mata, não engorda e não faz mal" é balela, é só acompanhar na sua cidade as notícias após o feriadão, a quantidade de mortes e acidentes, a quantidade de filhos sem pai, as doenças graves adquiridas, fica fácil perceber que carnaval pode matar e fazer muito mal sim.

Não quero também que o carnaval acabe, adoro esse feriadão! É muito bom para aproveitar sim! Curtir, ir à uma praia inclusive. Sabe é possível! Mas não tratar como o "Fim do Mundo" em quatro dias, o que espero das pessoas é no mínimo responsabilidade, que elas compreendam que é sim uma oportunidade para uma grande festa, mas que vida continua depois dessa festa e deixo uma frase de Pablo Neruda:

"Você é livre para fazer suas escolhas, mas é prisioneiro das consequências."

Feliz carnaval!!!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Facebook X Second Life X Vida Real

Tenho observado alguns comportamento das pessoas no ambiente virtual, principalmente com o advento do Facebook, uma rede social que tem conquistado diversos adeptos a cada dia e chegou no Brasil com força total, colocando de lado redes como Orkut que já foi uma febre. Sem querer aqui discutir números ou qual a melhor rede social, pois o intuito aqui é denunciar de forma a trazer para a discussão o trato e a forma como as pessoas utilizam atualmente as redes sociais, que mais parecem fazer dela uma Second Life, não estou falando do joguinho virtual que virou mania no início da década, com uma audiência autíssima nos entre 2004 e 2005, conforme abaixo:
O Second Life (também abreviado por SL) é um ambiente virtual e tridimensional que simula em alguns aspectos a vida real e social do ser humano. Foi criado em 1999 e desenvolvido em 2003 e é mantido pela empresa Linden Lab.[2] Dependendo do tipo de uso, pode ser encarado como um jogo, um mero simulador, um comércio virtual ou uma rede social. O nome "second life" significa em inglês "segunda vida", que pode ser interpretado como uma "vida paralela", uma segunda vida além da vida "principal", "real". Dentro do próprio jogo, o jargão utilizado para se referir à "primeira vida", ou seja, à vida real do usuário, é "RL" ou "Real Life" que se traduz literalmente por "vida real" (Fonte Wikipédia).

O termo Second Life que quero utilizar é no sentido literal da tradução, que é Segunda Vida. Sim, pois algumas pessoas parecem querer produzir uma segunda vida ON, mas no sentido inverso do que elas realmente vivem, não poucas postagens não se referem a realidade das pessoas quanto aos seus reais sentimentos, elas simplesmente 'vendem' uma imagem longe de ser real.

Quando escrevem "Saindo para a felicidade", estão na verdade em casa chorando, sofrendo por amor. Algumas pessoas postam figuras ou escrevem em letras garrafais "ESTOU FELIZ", mas na verdade estão com um vazio tremendo dentro de si, sem ter um sentido real pra vida, aliás, o único sentido é realmente posts do Second Life criando uma realidade virtual já que a real vai de mal a pior.

Talvez isso seja uma tentativa de fugir da atual péssima condição, seja psicológica, relacional, social ou econômica. Um fenômeno que visa a transferir ou transformar, mesmo que virtualmente, sua vida.

Penso que as pessoas são livres para postarem o que quiserem em suas redes sociais, mas não acredito que criar uma Second Life vai resolver algum de seus problemas. A ilusão do mundo virtual talvez traga apenas algum alívio para poucas dores, mas de fato, encarar o mundo OFF e real pode lhes trazer maior satisfação e prazer!